Pluviométrica por vazão: 46,70m³/s

Vazão do Rio: 35,00m³/s

Vazão do Rio: 35,00m³/s

SAMAE E SECRETARIA DE SAÚDE SE UNEM CONTRA A DENGUE

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Mogi Guaçu Juntamente com a Vigilância Epidemiológica, discutiram na última sexta-feira, 29 de abril, as ações que já estão sendo colocadas em prática a fim de combater o avanço da dengue e evitar o crescimento desordenado dos números de casos. O município soma, até o momento, 746 exames positivos para dengue e mais de duas mil notificações. A região do Ypê é a que mais registra casos e já passou por serviços de nebulização.

Uma das ideias é promover o Dia D para a recolha de lixo e entulho na cidade. A data está sendo definida, mas, inicialmente, a ação será realizada no dia 14 de maio com a participação de servidores, voluntários e de atiradores do Tiro de Guerra.

A Secretaria Municipal de Saúde tem reforçado o trabalho rotineiro, como a visita de orientação às residências, bloqueios de casos suspeitos e confirmados, eliminação de criadouros e aplicação de inseticida. Agora, com a ajuda das demais pastas, outras ações serão desenvolvidas, como o Dia D para a limpeza das áreas que servem como bolsões de lixo e de outros locais que estão acumulando entulho.

Outras ações foram definidas, como a vistoria dos prédios públicos e dos imóveis fechados, apresentação de teatro e contação de história nas escolas municipais e nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRASs), além da intensificação das informações sobre a doença em todos os setores da Prefeitura e autarquias.

“O ideal é não termos o local para o mosquito Aedes Aegypti nascer. As visitas dos agentes têm esse objetivo, além do trabalho de orientação com os moradores, que são os responsáveis pela limpeza de suas casas. É importante que quem tiver qualquer sintoma procure uma unidade de saúde”, destacou a bióloga da Secretaria Municipal de Saúde, Cristiana Monteiro Ferraz.

O vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes Aegypti, um mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada e acumulada nos quintais e dentro das casas. Em alguns casos, a ausência de sintomas faz com que a doença passe despercebida; em outros, ocorrem complicações graves que podem levar a óbito.

Os principais sintomas são: febre alta (39ºC a 40ºC), dor de cabeça; prostração; dores musculares, nas juntas e atrás dos olhos; vermelhidão no corpo (exantema) e coceira. Anorexia, náuseas, vômitos e diarreia não volumosa podem estar presentes, mas são menos frequentes.

Compartilhe esta postagem!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Últimas Postagens...

São as mães que movem o mundo e o fazem ser mais cheio de amor. Feliz Dia das Mães!

Feliz Dia das Mães

Comemoração dia mundial da água

Samae comemora o dia mundial da água nesta terça-feira 22 de março

Nota de falecimento

Rua Paula Bueno, 240 Centro – Mogi Guaçu/SP 
Horário de atendimento: Segunda à Sexta – 07h30 às 16h

Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Mogi Guaçu
Desenvolvido por Agência Propósito